Com o negócio internacional a contabilizar 66% das receitas, nos primeiros três meses de 2013 foram comercializados 37,4 milhões de iPhones, que comparam com os 35,1 milhões de unidades vendidas um ano antes.

Nos tablets o crescimento homólogo registado foi maior, provavelmente impulsionado pelo lançamento do iPad Mini, uma vez que a empresa vendeu um total de 19,5 milhões de tablets, face aos 11,8 milhões em 2012.

Na linha Mac não houve subidas, pelo contrário, com as vendas a caírem dos 4 milhões de unidades comercializadas em período homólogo, para menos de 4 milhões entre janeiro e março de 2013.

Resultados acima das expectativas mas com primeira queda no lucro em 10 anos

Apesar do pessimismo envolvente, os resultados trimestrais da Apple não desiludiram os analistas de Wall Street: o lucro abrandou , mas não tanto como se previa, e as vendas cresceram acima das expectativas.

No seu segundo trimestre fiscal de 2013, encerrado a 30 de março, a Apple registou um lucro de 9,5 mil milhões de dólares, originados por um total de 43,6 mil milhões de dólares de receita – quase mil milhões de dólares acima do esperado.

Em termos homólogos, os números comparam com um lucro de 11,6 mil milhões de dólares e um volume de faturação de 39,2 mil milhões de dólares.

Os números positivos não bastaram para evitar que a marca da maçã registasse uma queda no lucro de 18% , a primeira descida desde 2003.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.