A pouco menos de um mês do primeiro aniversário da ratificação do Acordo de Paris, a Microsoft emerge para dar o exemplo.

Esta segunda-feira, a gigante tecnológica anunciou a celebração de um acordo com dois parques eólicos para o fornecimento da energia elétrica necessária ao funcionamento do seu recém-expandido centro de dados no estado norte-americano do Wyoming. O vento vai ser a única fonte de energia a que a infraestrutura vai recorrer e será transformado em eletricidade pela Bloom Wind e pela Silver Sage and Happy Jack que vão produzir 178 e 59 megawatts, respetivamente.

Estes não são os primeiros negócios que a empresa faz ao nível das energias renováveis e só nos últimos anos foram já 500 os megawatts adquiridos a parques eólicos. Por volta de 2018 a Microsoft estima que 50% da energia que vai utilizar seja renovável.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.