O operador ibérico de serviços de telecomunicações de banda larga, Jazztel, apresentou hoje os resultados referentes ao ano de 2001 e ao quarto trimestre do mesmo ano. De referir que os resultados de 2000 não incluem os valores da Yacom Internet Factory, ex fornecedor de conteúdos de Internet do grupo Jazztel para o mercado residencial que foi vendido à T-Online, da Deutsche Telekom, a 11 de Outubro de 2000.



Em relação aos resultados financeiros o volume de negócios de 2001 aumentou para 220,3 milhões de euros (44,1 milhões de contos), ou seja, mais 77,1 por cento em relação aos 124,4 milhões de euros (24,9 milhões de contos) obtidos em 2000. Já em relação ao quarto trimestre as receitas decresceram 5,6 por cento quando comparadas com o trimestre anterior, mas subiram 55,9 por cento em relação a período homólogo em 2000. A margem bruta passou 12,4 milhões de euros (2,4 milhões de euros) em 2000 para 61,3 milhões de euros (12,2 milhões de contos) em 2001.



O acesso directo conseguiu receitas na ordem dos 47,3 milhões de euros (9,4 milhões de contos) em 2001 enquanto que em 2000 foram de 6,2 milhões de euros (1,2 milhões de contos), o que representa 662,9 por cento de crescimento. Os resultados trimestrais revelam neste sector que as receitas subiram 11,1 por cento em relação ao terceiro período de 2001 e 291,6 por cento face ao quarto trimestre de 2000. O acesso indirecto, por seu lado, alcançou receitas de 103,9 milhões de euros (20,8 milhões de contos), registando um aumento de 22,0 por cento em relação aos 85,2 milhões de euros (17 milhões de contos) obtidos em 2000. No quarto trimestre do ano passado, as receitas subiram aos 20,9 milhões de euros (4,1 milhões de contos), menos 18,4 por cento que no trimestre anterior.



O número de contratos de acesso directo firmados em 2001 foi de 2.481, enquanto que em 2000 foram de 1.258. Isto significa que foram ligadas 1.374 novas sedes à rede de fibra óptica da Jazztel em 2001.



Quanto ao EBITDA (Earnings Before Interest, Taxes, Depreciation and Amortization) as perdas operacionais diminuíram, já que passaram de 119,7 milhões de euros (23,9 milhões de contos) em 2000 para 82,3 milhões de euros (16,4 milhões de contos) em 2001. Como percentagem das receitas, as perdas operacionais melhoraram passando de 96,2 por cento em 2000 para 37,4 por cento no ano passado.



No que diz respeito ao quarto trimestre, as perdas operacionais passaram de 19,8 milhões de euros (3,9 milhões de contos) no terceiro trimestre de 2001 para 12,7 milhões de euros (2,5 milhões de contos) no último trimestre. As perdas operacionais como percentagem das receitas melhoraram passando de 33,6 por cento no terceiro trimestre para 22,8 por cento no quarto trimestre de 2001.



A Jazztel registou um crescimento 79,7 por cento no tráfego em relação ao ano anterior com um total de 3.234 milhões de minutos em 2001, sendo que, só no último trimestre o tráfego total cresceu para 901 milhões de minutos, mais 50,7 por cento que no mesmo período em 2000.



Também o número total de anéis operacionais subiu de 41 no ano de 2000 para 73 em 2001, na sua totalidade a Jazztel tinha, no final do ano passado, 43 estações base operacionais na Península Ibérica. De acordo com a empresa os bons resultados obtidos nos testes de DSL em Madrid, para disponibilizar serviços através da abertura do lacete local, levou a Jazztel a solicitar o acesso noutras 42 centrais e tem previsto ligar os primeiros clientes ainda no primeiro trimestre deste ano – actualmente estão a desenvolver-se testes em Portugal.



A criação das infra-estruturas de rede foi segundo a Jazztel conseguida de acordo com os objectivos definidos, com 2.698 Km de redes de acesso local construídas, ou seja mais 967 Km que em 2000.



O ano passado foi também o ano da aquisição dos 40 por cento da Banda26 detidos pela Teligent, por 7,8 milhões de euros (1,5 milhões de contos) e do despedimento de 53 empregados e 90 consultores o que possibilitou libertar 6.000 m2 de espaço de escritório e renegociar em baixa os custos de contrato do centro de assistência a clientes, actualmente subcontratado, e que permitiu à empresa poupar 14 milhões de euros (2,8 milhões de contos). A Jazztel tinha no quarto trimestre de 2001 um total de 725.873 mil clientes, ou seja, mais 4,2 por cento que em 2000.



Notícias Relacionadas:

2002-02-25 - PT continua a liderar no sector das empresas

2001-08-06 - Jazztel Portugal vai lançar serviços xDSL no quarto trimestre

2001-07-26 - Volume de negócios da Jazztel cresce mais de 26 por cento face a trimestre anterior

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.