Tal como era já previsto, a empresa de telecomunicações WorldCom entregou ontem ao Tribunal de falências de Nova Iorque um pedido de protecção em processo de falência, conhecido por Chapter 11. Entretanto, a empresa assegura que as operações vão continuar normalmente.




O processo de falência garante à empresa protecção contra credores para tentar recuperar a sua actividade. Em comunicado publicado no site, a empresa explica que já garantiu financiamento de 2 mil milhões de dólares, incluindo 750 milhões de dólares do Citibank, JP Morgan Chase Bank e da General Electric Capital.




Quase um mês depois da fraude financeira que abalou a empresa, a WorldCom planeia agora recuperar a sua saúde financeira no prazo de um ano, tendo sido contratada uma equipa de reestruturação para facilitar o processo.





No comunicado à imprensa, a WorldCom garante que este pedido de falência não afecta as filiais fora dos Estados Unidos, que continuarão a funcionar como antes, entre as quais se contam a WorldCom em Portugal. Mais detalhes deverão ser revelados após a conferência de imprensa que deverá realizar-se às 15 horas (hora de Portugal).



Notícias Relacionadas:

2002-06-26 - Fraude na WorldCom escondeu perdas de 3,8 mil milhões de dólares

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.