A Yahoo tem três semanas para anunciar a posição que tomará face à oferta da Microsoft. O prazo foi estabelecido pela fabricante norte-americana numa carta enviada à Yahoo onde informava que, em caso de rejeição da proposta, irá lançar uma OPA hostil e que recorrerá directamente aos accionistas da Yahoo para colocar os seus próprios representantes no Conselho de Administração.



A Microsoft refere ainda que em caso de recusa à oferta, as acções da Yahoo poderão perder grande parte do seu valor acabando por se situar muito abaixo do valor que ofereceu no início do ano, cerca de 31 dólares por acção.



O conselho de administração da Yahoo reuniu-se ontem de emergência, no seguimento do ultimato para a fusão lançado pela equipa de Steve Balmer. No final, de acordo com uma fonte citada pelo Financial Times, referiu que é provável que a proposta volte a ser recusada porque as condições oferecidas "continuam a não valorizar plenamente", a Yahoo.



entretanto, a Yahoo veio hoje a público referir que não se opõe à oferta da Microsoft desde que esta reveja o valor que pretende investir. No entender da empresa de serviços para a Internet os 31 dólares por acção oferecidos não fazem jus ao seu valor de mercado.



Nota de Redacção: A notícia foi actualizada com mais informações acerca da posição da Yahoo neste negócio.




Notícias Relacionadas:

2008-02-11 - Yahoo chumba proposta da Microsoft

2008-02-04 - Google quer ajudar Yahoo a lutar contra OPA da Microsoft

2008-02-01 - Microsoft quer comprar Yahoo por 44,6 mil milhões de dólares

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.