A notícia mais recente é da revista Veja, que dá como provável o anúncio da substituição do gestor português no início desta semana. No seu lugar ficará Bayard Gontijo, que é atualmente administrador financeiro da empresa.



A medida será uma resposta ao desejo dos principais acionistas do grupo que nos últimos meses têm pressionado a saída do gestor. Esta intenção tem sido relatada pela imprensa local por diversas vezes, indicando que Bava já não conta com a confiança dos acionistas.




A descoberta de que a Portugal Telecom tinha um investimento de 900 milhões de euros em papel comercial da Rioforte, que entrou em incumprimento deixando a operadora portuguesa numa posição fragilizada, terá sido um dos fatores decisivos para a decisão de alterar a equipa de gestão da empresa.


O mesmo caso alterou os termos da fusão entre a Oi e a PT, um processo conduzido pela equipa de Zeinal Bava e que a dívida converteu em integração, numa fórmula muito mais penalizadora para os acionistas da PT. Com as alterações aos termos iniciais do negócio a PT passou a deter apenas 25% da Oi.



Do lado da PT Portugal conduziu o processo de fusão Henrique Granadeiro, que também já deixou o cargo.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.