A Chan Zuckerberg Iniciative é uma organização criada pelo CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, e pela sua mulher Priscilla Chan, médica pediatra, e, segundo os seus criadores, tem como missão catalisar o potencial humano e promover a igualdade no acesso à educação, à saúde, à investigação científica e à energia.

A organização anuncia agora a sua primeira aquisição, a empresa Meta, que desenvolveu Inteligência Artificial capaz de analisar e encontrar correlações entre milhões de documentos científicos.

Numa publicação na página oficial da iniciativa, Cori Bargmann e Brian Pinketon, ambos membros de topo da organização, explicam que são produzidos milhares de documentos científicos diariamente, grande parte dos quais pode nunca chegar a ser estudada pelos cientistas.

Esta incapacidade pode levar à perda de informações valiosas e é precisamente essa falha que se pretende preencher com esta compra, dizem os responsáveis, acrescentando que as tecnologias da Meta têm capacidade para estimular o progresso científico e “tornar possível curar, prevenir ou gerir todas as doenças até ao final do século”, o objetivo nuclear da Chan Zuckerberg Iniciative.

A aplicação de computação cognitiva nas áreas da investigação científica e da Saúde tem vindo a ser feita por várias empresas. A mais notável deverá mesmo ser a IBM com o seu supercomputador Watson.

Esta “máquina pensante” está já a ser usada na pesquisa de informações e análise de grande volumes de dados científicos para facilitar e tornar mais eficaz o processo de deteção de cancro.

Além disso, o Watson começou a dar os primeiros passos na área da neurociência no final de dezembro passado, depois de ter identificado, com sucesso, um conjunto de novos genes diretamente associados à Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.