A maioria dos portugueses ainda não dispõe de acesso à Internet. São 54,2 por cento da população e 21 por cento explicam-no pela ausência de alguém em casa que saiba usar o computador e uma ligação à rede.

No estudo realizado um ano antes, em 2007, eram 5,1 por cento as famílias que apontavam a falta de alguém no agregado familiar com conhecimentos de Internet, como impedimento para aceder ao serviço.

A conclusão é de um estudo da Anacom, citado pelo Jornal de Notícias. O documento também mostra é Lisboa a única região do país onde a utilização da Internet é uma realidade para mais de 50 por cento da população.

A penetração de Internet de 54 por cento na região de Lisboa, contrapõe com taxas de acesso na ordem dos 38 a 46 por cento nas regiões do Alentejo, Centro ou Norte.

O estudo também analisa o consumo de telefonia fixa, telemóvel e serviços de televisão. Conclui-se que os Açores são a região do país onde a utilização do telefone fixo é maior, logo seguido do Alentejo, com 77 e 70 por cento dos habitantes a usarem.

As ilhas voltam a estar à frente na utilização de canais pagos de televisão. 78 por cento das famílias na Madeira e 77 por cento nos Açores recorrem a estes serviços.

Nos telemóveis volta a caber a Lisboa a maior taxa de utilizadores (88 por cento), mas a Madeira também surge logo a seguir com 84 por cento da população a usar o telefone móvel.

No consumo de telefonia móvel e serviços pagos de TV a região centro é a que revela menores índices de penetração.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.