Arranca no próximo dia 27 de outubro, amanhã, a distribuição de seis milhões de exemplares de um guia de 12 páginas que pretende esclarecer todas as dúvidas em torno da migração para a televisão digital terrestre.


A iniciativa é da responsabilidade da Anacom - regulador das comunicações eletrónicas que explica em comunicado tratar-se de "uma operação de distribuição de correio de grande envergadura, dados os números envolvidos". A distribuição dos guias vai ter lugar ao longo de quatro dias e percorrer todo o país, do continente às ilhas.


O fim da TV analógica está marcado para 26 de abril mas chega mais cedo ao litoral do país, já a 12 de janeiro, e às ilhas, a 22 de março. Depois das zonas piloto (Alenquer, Agualva-Cacém e Nazaré), a faixa litoral é a primeira grande região do país a migrar para a TDT.


Para informar os utilizadores a Anacom, que coordena o processo, tem levado a cabo sessões de esclarecimento e disponibilizado informação no site. A Portugal Telecom, que vai oferecer o serviço, também criou um site com informação mas, tal como estava previsto, o aproximar da data do switch-off intensifica as medidas de esclarecimento.


A TDT vai substituir o sinal analógico de TV em toda a União Europeia. Será afetado pela mudança quem não subscreve serviços de TV paga. Para continuar a ver televisão em sinal aberto, através da tradicional antena, é necessário ter um televisor compatível com as tecnologias escolhidas ou, em alternativa, comprar uma box que descodifica o sinal para que funcione corretamente na TV antiga.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.