O Grupo DST apresenta hoje um projecto que prevê um investimento de oitenta milhões de euros para criar uma rede de fibra óptica no Porto. A empresa revela que serão mil quilómetros de fibra para servir um número potencial de 360 mil utilizadores, o universo da população do Porto.

No projecto juntam-se em parceria quatro empresas do grupo e as entidades que integram a Porto Digital (onde se inclui o município do Porto, a Universidade do Porto, a Associação Empresarial de Portugal, entre outras) representadas numa nova sociedade: Porto Digital, Operador Neutro de Telecomunicações, S.A. A sociedade vai ser responsável pelo desenvolvimento e exploração da infra-estrutura, que depois de pronta será aberta a qualquer operador.

No fim do primeiro semestre de 2010 o objectivo é que todas as escolas do ensino público e privado estejam servidas pela nova infra-estrutura.
A DST explica em comunicado que está em negociações "para transpor o mesmo modelo de negócio […] para outras cidades do país".

Recorde-se que a DST já integra parcerias público-privado para o desenvolvimento de redes de fibra óptica na região do Minho. Nestes casos, a empresa que participa tem as mesmas competências de desenvolvimento e exploração de uma infra-estrutura de acesso aberto.

A Porto Digital também já está envolvida há algum tempo na infra-estruturação da zona do Porto com uma rede de alta capacidade, no âmbito do projecto CityNet. Pode rever aqui a informação que o TeK publicou em 2007 sobre este tópico.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.