A Anacom confirmou hoje o sentido provável de decisão que estende a concessão de apoios à compra de descodificadores para a Televisão Digital Terrestre até 26 de abril do próximo ano.



Numa nota de imprensa, o regulador explica que a solução só será formalmente operacionalizada já no próximo ano, mas garante que até lá os subsídios disponíveis não serão interrompidos. A medida vai estender-se até à data em que se assinala um ano do desligamento do sinal analógico.



Estes apoios estão disponíveis para reformados com um rendimento mensal inferior a 500 euros, deficientes e beneficiários do rendimento social de inserção. Este grupo pode solicitar apoios à compra de equipamentos - descodificadores ou alternativa de satélite, no caso de a sua zona não ter cobertura TDT - até um máximo de 22 euros.



Os idosos em situação de isolamento social podem acumular aquele apoio com mais 61 euros, uma ajuda para a instalação do sistema de receção.



Ontem a Anacom também revelava que na maioria das fiscalizações feitas ao longo deste ano, para averiguar queixas relacionadas com a má receção do sinal de televisão digital, constatou-se que os problemas estão relacionados com deficiências na instalação e não com a qualidade do sinal. Esta foi a conclusão em mais de metade das ações de monitorização.



Recorde-se que o TeK já tinha escrito sobre o alargamento do prazo dos apoios à migração para a TDT, citando informação avançada pelo Jornal de Negócios. Hoje a Anacom confirmou oficialmente a medida e garantiu que os apoios não serão interrompidos até à aprovação final.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.