A Associação dos Operadores de Telecomunicações emitiu hoje uma nota de imprensa dando conta de que constituiu uma comissão técnica extraordinária. Este grupo vai produzir um documento com contributos para as medidas a adoptar pelo próximo Governo.


A decisão, da associação que representa 5 por cento do PIB e mais de 13 mil postos de trabalho, surge na sequência da divulgação das recomendações da Troika ao Governo português.
De sublinhar que nas medidas propostas pela Troika que definiu o plano de ajuda financeira a Portugal, estão acções que impactam directamente no sector.


De acordo com uma notícia publicada esta semana pelo Jornal de Negócios, o grupo formado pela Comissão Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional defende que as taxas de terminação móvel voltem a baixar. O grupo defende ainda a eliminação de algumas barreiras à entrada de novos actores no sector e à mudança de operador.


"A APRITEL pretende ser uma voz activa neste processo e está disponível para integrar quaisquer fóruns que venham a ser criados neste âmbito", defende a direcção da associação em comunicado.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.