O grupo Auchan, detentor da marca Jumbo, foi uma das empresas a solicitar ao regulador das comunicações licença para entrar no mercado como operador móvel virtual (MVNO na sigla em inglês) mas ainda não lançou qualquer oferta tirando partido dessa autorização e continua sem uma decisão sobre o tema.

Eduardo Igrejas, presidente do grupo, explica que a empresa de distribuição só ponderará o assunto quando o ambiente económico estiver mais calmo, disse ao Jornal de Negócios, acrescentando que esta é uma decisão sem prazo.

O grupo Auchan mantém uma operação móvel virtual em França e pediu licença para avançar com operação idêntica em Portugal ainda em 2007. Desde então ainda não o fez, um pouco à semelhança do que aconteceu com outros pedidos como o da Media Capital ou do Automóvel Clube de Portugal. Ambos solicitaram também autorizações à Anacom para lançar operações que não chegaram a nascer.

Fora do universo dos operadores de telecomunicações os CTT representam a operação MVNO com maior visibilidade no mercado, através do Phone-ix. No final do primeiro semestre do ano passado o serviço já tinha atingido os 100 mil clientes.

A autorização concedida pelo regulador à Auchan também cobre a prestação de serviços de acesso à Internet.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.