Autarcas de 13 localidades de Viana do Castelo e Caminha vão exigir à Anacom a cobertura pela televisão digital "sem mais custos". A reivindicação está marcada para uma reunião com o regulador, que acontece no próximo dia 27 de Junho.



Os presidentes de Câmara reclamam a manutenção do emissor de Montedor, que desactivado obrigará os 15.700 residentes daquelas localidades a adquirir um equipamento satélite para fazer a recepção dos quatro canais gratuitos, uma vez que não está previsto qualquer emissor de TDT para aquela zona.



"Se nada ficar resolvido recorreremos a todas as medidas possíveis para que estas populações não fiquem sem acesso gratuito aos quatro canais", afirmou à Agência Lusa Joaquim Viana da Rocha", presidente da autarquia de Carreço.



O grupo defende que não faz qualquer sentido os cidadãos daquelas localidades - Areosa, Carreço, Amonde, Montaria (Viana do Castelo) e Vila Praia de Âncora, Âncora, Vile, Riba d'Âncora, Gondar, Orbacém e Dem (Caminha) - terem de pagar mais do que as outras pessoas para aceder ao serviço de televisão.



Contactada pela Lusa, fonte da Portugal Telecom (PT), confirmou que algumas destas zonas não serão cobertas pela rede terrestre, e que a cobertura da totalidade do território está garantida, em termos complementares, pela recepção via satélite.



"Se pagamos, na factura da electricidade, a mesma taxa de audiovisuais que a restante população porque é que teremos de pagar ainda mais, para comprar os receptores e antenas parabólicas? Não temos os mesmos direitos?", questiona-se, por outro lado, Arlindo Ribeiro, autarca de Afife.



Nas zonas onde tecnicamente não é possível levar a TDT, a alternativa passa pelo satélite, o que obrigará a um maior "investimento" por parte dos utilizadores. O custo do kit DTH será de 55 euros, quando nas zonas TDT (onde é apenas necessário comprar uma caixa descodificadora e apenas se a TV não for compatível com as novas normas) os preços partem dos 40 euros.



Segundo dados da PT, há nesta altura cerca 153 emissores distribuídos por todo o país para assegurar a futura rede de TDT. O apagão da rede analógica, em todo o país, está previsto para 26 de abril de 2012.



Alenquer e Agualva-Cacém são, até agora, as duas únicas zonas do país onde o acesso à televisão se faz apenas via sinal digital.



Nota de Redacção: O texto foi alterado para especificar que o acesso em Alenquer e Agualva-Cacém se faz apenas por sinal digital.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.