Depois de reforçar a sua quota de mercado no 4º trimestre de 2006, angariando 211 mil novos clientes, a TMN continua a apostar na banda larga móvel como um dos drivers estratégicos, acreditando que este pode ser um dos grandes factores de conquista de clientes em 2007. Zeinal Bava, presidente da TMN afirma que este ano se vai assistir a uma explosão nesta área, que já registou crescimentos significativos no último ano.

Segundo o presidente da operadora móvel do Grupo TMN, no espaço de um ano o número de placas de dados mais do que quadruplicou e os serviços justificam que o acesso móvel à Internet seja já uma alternativa a outras tecnologias fixas. Em conferência de imprensa, Zeinal Bava garante que as ofertas actuais são muito competitivas, centrando-se nas velocidades que chegam já a 3,6 Mbps, na mensalidade de 22,5 euros e no limite de tráfego que está nos 6 GBytes.

Apesar da adesão dos clientes, o peso das receitas de dados em Portugal está ainda abaixo da média europeia, onde se registam valores de 20 a 25 por cento. Em Portugal a TMN calcula que os dados tenham um peso de 14 a 15 por cento, um facto que também é justificado pelos pacotes de oferta de SMS, que retiram valor financeiro deste serviço. Zeinal Bava acredita que a meta de 25 por cento é alcançável mas no período de 3 anos.

Para estimular a utilização dos serviços de dados a TMN tem lançado uma série de serviços, como a Internet e o email, uma área na qual tenciona apresentar novidades nas próximas duas semanas. O Mobile TV e a Música, onde mantém um exclusivo com o Napster, são também pilares importantes, sublinha Zeinal Bava.

Sem querer comprometer-se com planos de expansão para os 7,2 Mbps de velocidade, Zeinal Bava explica que este upgrade da rede já está a funcional em zonas "bem definidas". "Estamos a investir para cumprir as metas do 3G", sublinha Zeinal Bava, acrescentando que "continuamos a fazer um investimento na cobertura significativa da rede com HSDPA, que precisamos para desenvolver o Mobile TV". Quanto aos 7,2 Mbps a empresa está a analisar a evolução do mercado e da tecnologia, nomeadamente em relação ao desenvolvimento de serviços alternativos.

Novas placas e novos tarifários

Durante este trimestre a TMN vai colocar no mercado três novas placas de banda larga, todas já preparadas para as velocidades de 7,2 Mbps. Os equipamentos são acompanhados de dois novos planos tarifários para profissionais, o banda larga pack 3 e o banda larga pack 5.

As novas placas incluem uma da ZTE com ligação USB, comercializada pela TMN em exclusivo, e dois modelos da Option, a PCMCIA 3,6 Mbps Option Max e a Express 3,6 Mbps Option. Os preços são de 99,9 euros para qualquer um dos modelos.

A nível dos tarifários a principal novidade é a possibilidade de partilha por 3 ou 5 utilizadores, consoante o pacote. O pack 3 pode ser partilhado por 3 utilizadores e tem um custo mensal de 94 euros para 18 GByte de tráfego. Já o pack 5 prevê a partilha para 5 utilizadores e o custo é de 156 euros, com 30 Gbytes de tráfego.

Notícias Relacionadas:

2006-10-03 - Banda Larga Móvel da TMN ganha nova velocidade com o mesmo preço
2006-09-08 - TMN acompanha lançamento de placas 3G a 3,6 Mbps ainda em Setembro

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.