Os números revelados pela Anacom indicam que a fibra voltou a ser a tecnologia que mais contribuiu para aumentar o número de clientes de serviços de TV pagos. Entre janeiro e março a tecnologia ganhou 20 mil novos subscritores, num crescimento de 5,2%.



Já os serviços baseados em xDSL cresceram 1,7% em número de clientes (11 mil novos subscritores), enquanto as tecnologias de cabo e satélite perderam 0,7 e 2,1% dos clientes, respetivamente.



A tecnologia de cabo continua, no entanto, a ser aquela que reúne maior quota de mercado, com 46,2% dos assinantes de serviços de TV por subscrição. O DTH (satélite) é a segunda tecnologia com maior quota de subscritores (20,7%), enquanto o xDSL angaria 19,9% e a fibra 13,2%.



Os números do regulador também revelam que 74% dos subscritores de serviços de TV paga são utilizadores de ofertas em pacote, uma tendência que continua a crescer. Entre janeiro e março aumentou em 1,6% a subscrição de pacotes com três ou mais serviços.



De sublinhar que os dados da Anacom também revelam que, embora a subscrição de serviços de TV tenha aumentado, os números trimestrais traduzem o menor crescimento dos últimos seis anos. Entre janeiro e março aderiram a serviços de TV paga sete mil novos subscritores. Face ao período homólogo, o número de assinantes aumentou 3,2%.



No final de março existiam 3,13 milhões de assinantes de serviços de TV paga que geraram uma receita de 312 milhões de euros, valor que combina receitas de ofertas stand alone e em pacote. A Zon mantém a liderança do mercado, seguida da PT e Cabovisão.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.