O serviço Casa T da TMN, que permite aos clientes definirem uma área dentro da qual podem fazer chamadas grátis a partir do primeiro minuto, já tem mais de 100 mil utilizadores. A simplicidade do serviço foi um dos factores chave para a adesão conseguida entre os clientes, que excedeu as expectativas da empresa, avançou hoje Zeinal Bava, presidente da TMN.

"Ficámos muito surpreendidos com este nível de adesão e acreditamos que ao ritmo a que está a crescer este número vai ainda aumentar muito", explicou Zeinal Bava numa conferência de imprensa destinada a apresentar os resultados do quarto trimestre e a nova linha de produtos exclusivos da empresa.

Para além do número de clientes que aderiram ao Casa T, Zeinal Bava considera também muito positivo o facto destes terem mais do que duplicado o número de minutos de conversação, que registou um crescimento de 128 por cento. "Isto quer dizer que quem aderiu ao serviço está a ter um desconto significativo", justifica o presidente da operadora móvel do grupo PT.

Apesar de admitir que o valor de 5,9 euros actualmente praticado como assinatura para todo o dia na Casa T ser promocional, Zeinal Bava garante que a TMN não está a considerar fazer alterações neste valor. As mudanças que existirem não serão de preço mas podem reflectir-se no período de chamadas gratuitas coberto pelo serviço, que está definido apenas para o segmento entre as 19 e as 7 horas da manhã. A prazo poderão surgir alternativas a nível dos preços e dos períodos a que se referem.

"Este é um caminho que vamos continuar. A nossa vocação está claramente no eixo da mobilidade", sublinhou Zeinal Bava.

Notícias Relacionadas:

2007-01-26 - Mobile ticket da TMN disponível em todas as salas Lusomundo
2006-10-17 - Casa T da TMN oferece chamadas feitas a partir de casa

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.