O Governo dos Estados Unidos recomendou esta terça-feira que seja negada uma licença à China Mobile para operar no país, solicitada em 2011. Em comunicado, a Administração Nacional de Informação e Telecomunicações, que está sob a tutela do Departamento do Comércio, justificou com motivos de "segurança nacional" a sua recomendação à Comissão Federal de Comunicações, a agência que tomará a decisão final.

"Depois de uma significativa interação com a China Mobile, as preocupações sobre o aumento de riscos para a ordem pública e segurança nacional não foram dissipadas", afirmou em comunicado David J. Redl, o vice-secretário para as Comunicações e Informação do Departamento de Comércio, citado pela agência Lusa.

O "apelo" vem juntar-se a uma série de medidas protecionistas do mercado norte-americano, principalmente contra a "ameaça" chinesa.

A Administração de Donald Trump anunciou, no mês passado, taxas alfandegárias de 25% sobre um total de 50.000 milhões de dólares de importações oriundas da China, numa retaliação contra a falta de proteção dos direitos de propriedade intelectual das empresas norte-americanas no país asiático.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.