Também conhecido como Tianyan, é um rádio telescópio com 500 metros de diâmetro, e está localizado na província de Guizhou, uma das zonas mais montanhosas da China.  

Com a extensão de 30 campos de futebol, esta estrutura apresenta uma superfície composta por 4.450 refletores triangulares e, quando em funcionamento, terá a mais elevada sensibilidade de deteção de sinais vindos do espaço.

Para funcionar em pleno necessita “silêncio rádio” num raio de 10 Kms, estando proibidas atividades como caça, desflorestamento (havendo um trabalho na prevenção de incêndios) ou construção na área circundante. Aliás, o FAST obrigou mesmo ao realojamento de cerca de 9.100 pessoas, pois residiam num raio de 5 Kms do telescópio e “estariam sujeitos aos malefícios provocados pela criação de um vasto campo de ondas sonoras e eletromagnéticas”.

Apresentado oficialmente em julho, o projeto faz parte da estratégia espacial da China, tendo custado qualquer coisa como 180 milhões de dólares a desenvolver. O Governo chinês avança mesmo que tem como objetivos levar um homem à Lua até 2036 e também criar uma estação especial, projeto a que já deu início, inclusive.  

O FAST demorou cinco anos a construir e vai estar em testes durante os próximos três anos. Servirá acima de tudo para observar fenómenos relacionados com matéria negra, além da busca por vida extraterrestre.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.