A Anacom apresentou hoje as conclusões de um estudo sobre a qualidade dos serviços móveis prestados pela Optimus, Vodafone e TMN no interior dos comboios suburbanos no Porto. Os resultados são animadores para as comunicações de voz, suportadas em redes GSM, mas quando avaliada a qualidade das videochamadas e redes 3G (WCDMA/UMTS) as prestações são menos satisfatórios.

"Os sistemas de comunicações móveis apresentam boa acessibilidade ao serviço de voz", sem grandes diferenças entre operadores ou eixos ferroviários, afirmam os responsáveis pela análise, que incluiu testes nas linhas de Aveiro, Braga, Caíde e Guimarães.

As redes apresentam, contudo, "algumas dificuldades em manter as chamadas telefónicas", fez notar a Autoridade Nacional das Comunicações, que "observou um número significativo de chamadas terminadas inesperadamente na fase de conversação".

Nesta matéria é a Vodafone quem se sai melhor, com 95,9 por cento das chamadas concluídas com sucesso, seguida da TMN (95,3%) e Optimus (94,5%). Apesar disso, é a última que apresenta melhor "qualidade áudio média", com um índice de satisfação de 3,94 em 5. TMN e Vodafone ficam-se pelos 3,86.

Também no que respeita à "acessibilidade" é a Optimus quem regista os melhores valores, com 98,1 por cento das chamadas estabelecidas com sucesso, a Vodafone surge em segundo com 97,5 por cento e a TMN fica-se pelos 96,9 por cento.

A cobertura de GSM é assegurada pelas três operadoras, com 97,6 por cento das chamadas efectuadas com recurso à rede da Optimus a registarem "boa" cobertura de rede. Na Vodafone e TMN a percentagem também ultrapassa os 97 por cento, situando-se nos 97,2 por cento e 97,1 por cento, como mostra o quadro abaixo.

[caption]cobertura de rede GSM[/caption]

Menos fácil foi o acesso às redes WCDMA (UMTS), que suportam as chamadas comunicações móveis de terceira geração, que foram usadas durante os testes às videochamadas. Segundo a Anacom, observam-se aqui "níveis mais baixos de cobertura e diferenças de desempenho entre operadores e eixos ferroviários", com a linha de Guimarães a ser a mais "castigada".

Vodafone e Optimus foram as empresas que se saíram melhor, com níveis globais de "boa" ou "aceitável" cobertura de 93,9 por cento e 93,2 por cento, respectivamente. A TMN regista 90,3 por cento, como se pode verificar no quadro que reproduzimos abaixo.

[caption]cobertura de rede WCDMA (UMTS)[/caption]

No que respeita à qualidade das chamadas, as comunicações apresentam qualidade áudio e vídeo médias, não se registando diferenças significativas entre eixos ferroviários ou operadores. A Vodafone é quem consegue melhores resultados, com índices de satisfação de 3,95 (áudio) e 2,44 (vídeo), numa escala que varia entre 0 e 5.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.