Na última sexta-feira, 14 de setembro, o Regional Internet Registry (RIR) para a Europa, Médio Oriente e partes da Ásia Central começou a distribuir os últimos blocos de endereços IPV4 aos Local Internet Registries (LIRs), onde se incluem empresas, ISPs e outros destinatários locais.



O encaminhamento dos últimos blocos de endereços será feito de forma racionada, com valores máximos de alocação previstos e condições associadas, explica a entidade responsável pela gestão dos endereços para a região europeia. Por exemplo, a alocação só será concretizada junto de entidades que já tenham recebido também endereços IPV6 e estejam a trabalhar na sua implementação.



Cada entidade só pode pedir mais uma alocação e se o pedido for aceite recebe um máximo de 1.024 endereços.



O fim dos endereços IPV4 estava há muito previsto para 2012. O rápido crescimento da Internet e dos dispositivos ligados acelerou o consumo dos 4,3 mil milhões disponíveis para a versão 4 do protocolo.



A transição tem vindo a ser preparada ao longo dos últimos 15 anos, altura em que foi publicada a especificação para o protocolo. Desde então muitas iniciativas da indústria e das próprias instituições europeias têm estudado e preparado a transição.



Em junho deste ano, assinalando o aproximar do limite no número de endereços IPV4 disponíveis, foi feito o lançamento mundial do IPV6. O TeK assinalou a data com um artigo que analisou o trabalho feito e as mudanças que ainda são necessárias fazer para implementar um protocolo que não mudava de versão desde 1970.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico
Nota de redação:Foi corrigida uma gralha na notícia.

Cristina A. Ferreira

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.