Huawei e ZTE vão ser alvo de uma investigação por parte da Comissão Europeia. As fabricantes chinesas são acusadas de concorrência desleal, por terem beneficiado de subsídios estatais que lhes permitiram vender os seus produtos abaixo do preço de custo.

A notícia é avançada pelo Financial Times, que assegura que Bruxelas terá reunido, nos últimos meses, "provas substanciais" de que as empresas incorreram em ilegalidades no mercado europeu.

A investigação deverá ser oficialmente anunciada no início do próximo mês, e a efetivar-se será a primeira vez que é a própria CE a lançar tal processo, já que as investigações costumam decorrer de uma queixa por parte de uma empresa ou de um conjunto de empresas.

Ao que indica a imprensa internacional, nem a ZTE nem a Huawei se manifestaram acerca do provável processo de investigação, cujo resultado lhes poderá trazer sérias consequências, nomeadamente financeiras.

A concretizar-se, a medida vem a propósito das declarações recentes de Karel De Gucht, comissário europeu para o Comércio, que no início do mês adiantou que estão a ser pensadas novas medidas para defender o comércio na União Europeia.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Patrícia Calé

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.