Um tribunal de Madrid condenou a France Télécom ao pagamento de 6.000 euros por danos morais a um casal espanhol, a quem a Wanadoo - antiga empresa da operadora francesa - havia "resgatado" a linha sem o consentimento dos mesmos.

Na sentença considera-se que o incómodo pessoal e profissional que viveu este casal desde que ficou sem linha telefónica e sem acesso à Internet devem ser compensados com 6.000 euros e mais 100 euros por danos materiais - chamadas telefónicas a partir de cabines, etc -, escreve o El País.

A história remonta a Dezembro de 2005, quando o casal González-Bello ao participar uma suposta avaria da linha à Telefonica foi informado de que a mesma havia sido desligada e que não podia ser recuperada porque estava retida pela Wanadoo para portabilidade.

Depois de contactada, a Wanadoo reconheceu o erro e propôs ao casal três meses de serviço gratuito, com a condição de que se tornassem seus clientes, oferta que foi recusada.

Esta é a primeira vez que um operador é condenado ao pagamento de uma indemnização por danos morais. O casal alegou que o acesso à Internet na altura era um factor de primordial importância, especialmente para o elemento feminino que estava em casa de licença de maternidade e que necessitava de aceder a bases de dados e publicações para terminar a tese de doutoramento.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.