O Governo português inaugura hoje 100 novas escolas que foram reabilitadas ao abrigo do programa de construção de centros escolares, financiado pelo QREN, e do Programa de Modernização das Escolas do Ensino Secundário.

Entre as melhorias implementadas ao nível das infra-estruturas, conta-se a aposta nas novas tecnologias, dotando os locais destinados à aprendizagem de equipamentos preparados para os desafios trazidos pelas novas tecnologias, nomeadamente materiais informáticos.

Esta centena de estabelecimentos de ensino, onde se incluem escolas do ensino pré-escolar, 1º ciclo e Secundário, de norte a sul do país, serão inauguradas em simultâneo, numa acção simbólica que se integra nas comemorações dos cem anos da República em Portugal.

No que respeita ao ensino básico, trata-se de um investimento ao abrigo do programa de construção de centros escolhares, com uma linha de financiamento do QREN de cerca de 400 milhões de euros. Nos últimos anos foram aprovados 566 novos centros escolares, 333 dos quais estão concluídos e têm vindo, desde 2006, a substituir as escolas de "dimensão reduzida com taxas de insucesso superiores à média nacional e sem as condições e os recursos necessários para a educação do século XXI", detalha o Ministério da Educação, em comunicado.

No ensino secundário os objectivos passam pela requalificação e modernização dos edifícios, "numa perspectiva de criar condições para a prática de um ensino moderno, adaptado aos conteúdos programáticos, às didácticas e às novas tecnologias de informação e comunicação", lê-se na nota à imprensa. O programa abrange 332 escolas até 2015, com um investimento estimado em 2,5 mil milhões. Amanhã são inauguradas 30.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.