A IDC publicou ontem um estudo que revela que o mercado mundial de telemóveis está em franca expansão e que em 2004 este deverá bater todos os recordes de vendas ultrapassando, pela primeira vez na sua história, a fasquia dos 500 milhões.

O referido relatório traça uma panorâmica sobre o ano de 2003, que resultou na venda de mais de 460 milhões de telemóveis - e perspectiva um crescimento de 8 por cento deste mercado para o ano de 2004, baseado em grande parte na procura de aparelhos de 2,5 e terceira geração.

Para Alex Slawsby, analista da IDC, o seu estudo deste mercado concluiu que "os telemóveis são já uma parte importante do dia-a-dia em muitas culturas à medida que os utilizadores adoptam a tecnologia e a incluem no seu estilo de vida". Para o mesmo, factores como "as novas funcionalidades e os preços em queda" farão com que os consumidores "iniciem um ciclo prolongado de transição para telemóveis de nova geração", segundo declarações reproduzidas no site oficial da empresa.

Finalmente, o relatório prevê ainda para o próximo ano um crescimento de 42 por cento no mercado dos telemóveis de 2,5 geração, o que representará um total de 241 milhões de unidades. Quanto aos aparelhos de terceira geração, serão 48 milhões em 2004, ou seja, mais 140 por cento do que em 2003. Para a IDC, por trás deste enorme crescimento está o facto destes aparelhos virem já com máquina fotográfica e câmara digital incluídas.

Notícias Relacionadas:

2003-09-04 - Vendas de telemóveis no segundo trimestre do ano superam todas as expectativas
2003-03-26 - Venda de telemóveis inteligentes acelera em 2003
2003-02-21 - Vendas de telemóveis crescem 8% até 2005 incentivadas pela procura de modelos "a cores"
2002-11-28 - Vendas de telemóveis recuperam no terceiro trimestre de 2002

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.