O tempo de sentar-se no avião e ligar o “modo de voo” pode ter os dias contados. Isto porque a partir de agora as companhias aéreas europeias vão poder abolir esta obrigação de desativar os principais sistemas de comunicação dos dispositivos eletrónicos portáteis.



Apesar de a Agência Europeia para a Segurança da Aviação ter dado luz verde neste sentido, também disse que caberá agora a cada companhia realizar os seus testes e perceber se os seus sistemas de voo são de alguma forma afetados.



Quer isto dizer que apesar de ser uma regra passível de aplicar em toda a Europa, é possível que algumas companhias o venham a permitir e outras possam nunca chegar a fazê-lo.



Em comunicado a EASA diz que este é mais um passo para permitir que os passageiros estejam ligados de “porta a porta”, seja através de serviços próprios de comunicação ou através de ligações Wi-Fi nos terminais de aeroporto.



Quanto à realização de chamadas, essas apenas serão permitidas assim que o avião aterrar. A agência europeia diz que os passageiros devem respeitar todas as indicações dadas pela tripulação de voo e que têm sempre a segurança dos passageiros como objetivo principal.



As novas linhas orientadoras surgem poucos meses depois de a EASA ter dado indicação de que deixaria de ser obrigatório desligar os dispositivos móveis, bastando apenas ligar o modo de voo – uma medida que foi rapidamente e amplamente adotada pelas companhias aéreas europeias.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.