Apesar da grande fonte de receitas para os fornecedores
europeus de conteúdos para telemóveis ter consistido nos toques e nos logos durante os últimos dois anos, com a introdução de serviços móveis pagos um pouco por toda a Europa, a situação alterou-se.

Um novo estudo da Strand Consult, divulgado pela
publicação online Cellular News e que se baseia nos dados actuais de
tráfego das operadoras e dos fornecedores de conteúdos na Europa indica que existe uma tendência a médio prazo para a inversão deste mercado.

Num ano em que a empresa de consultoria estima que o valor total do mercado de todos os serviços móveis na Europa atinja 1,5 mil milhões de dólares, a venda de serviços de toques e logos representou um volume de 625 milhões de dólares, o que corresponde a 39 por cento do valor total do
mercado para os serviços móveis.

Contudo, a quota actual de mercado de 39 por cento deverá descer para apenas 2,7 por cento em 2005, à medida que outros serviços já disponíveis hoje em dia, e que empregam tecnologias inovadoras como MMS e Java, começarem a ser mais adoptados nos próximos anos.

Apesar de não existir neste momento nenhuma killer application que se
saliente do mercado de serviços móveis, o relatório indica as áreas de
conteúdos
que terão um maior peso em 2005, salientando os cinco tipos de serviços que
irão
render mais dinheiro. Estas áreas irão aumentar o valor do mercado para os
serviços móveis pagos para 23 mil milhões de euros.

Em consequência, a receita média europeia por utilizador em serviços de dados
(ARPU) sobe para 32 por cento em 2005, em comparação com os 14 por cento de 2002.

A Strand Consult indica ainda que a Noruega irá continuar a ser o país com o ARPU mais elevado, tal como aconteceu
nos últimos anos com os serviços SMS premium.

Notícias Relacionadas:
2002-11-14 - Serviços
móveis atrás de SMS até 2005

2002-09-25 - Combinação entre comunicação e conteúdos pode ser o "ingrediente
secreto" dos serviços pagos

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.