Depois de em 2011 ter passado para o universo Google, como o "tesouro" que ia proteger a gigante da Internet das guerras de patentes no mercado móvel, a Motorola Mobility passou para as mãos da Lenovo em janeiro deste ano.



O negócio envolveu um investimento da fabricante chinesa na ordem dos 2,9 mil milhões de dólares e volta a fazer da empresa a grande promessa para objetivos grandiosos, neste caso, de conquista de quota no mercado dos dispositivos móveis.



Depois de meses de aprovações e integração, a Motorola comunicou esta quinta-feira que já é parte integrante da Lenovo. Na mesma nota a empresa explica que vai manter o nome e a sede em Chicago, nos Estados Unidos. As subsidiárias espalhadas pelo mundo também são para manter, tal como o desenvolvimento de produtos para Android.



Em Portugal a fabricante não tem uma representação direta, mas já se sabe que pretende reforçar a aposta a nível local, a partir de Espanha, como o TeK já tinha escrito.

Nota de redação: A notícia foi corrigida.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.