Após alguns meses de funcionamento em versão beta, a variante portátil do serviço de subscrição de música do Napster conhece agora lançamento oficial, com a sua disponibilização para os mercados americano e britânico, anunciada recentemente.




Na verdade, o Napster to Go é apresentado como um serviço de aluguer de música, já que compreende o pagamento de um valor mensal de cerca de 15 dólares, permitindo o download de um número ilimitado de títulos. Estas canções, contudo, só poderão continuar a ouvir-se se o utilizador for renovando o serviço.




Deste modo, os utilizadores deverão ligar-se ao serviço uma vez a cada 30 dias, para que o Napster possa comprovar a actualidade da subscrição. Se o utilizador deixar de pagar a sua quota mensal, deixará de ser possível reproduzir as músicas entretanto descarregadas.




Tal como acontece com o serviço iTunes da Apple, o Napster também oferece a opção de compra de músicas isoladamente, a 0,99 dólares ou a 0,79 libras - conforme se aplique aos EUA ou ao Reino Unido - cada.




O Napster to Go será também o primeiro rival da iTunes a utilizar o novo software de protecção de cópia da Microsoft, chamado Janus, que permite aos utilizadores ouvir música digital, tanto em reprodutores de música portáteis, como em computadores pessoais.




Com esta aliança, Napster e Microsoft pretendem provar que é mais rentável optar por um serviço de aluguer do que pela solução de compra que só pode ser reproduzida num determinado leitor portátil, pelo menos mediante as propostas existentes no mercado.




Outro dado a ter em conta com este novo serviço, é que o Napster To Go está igualmente disponível para terminais móveis de sistema operativo Microsoft (ver Notícias Relacionadas).




Notícias Relacionadas:

2004-11-03 - Napster avança com serviço de subscrição de música em telemóveis

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.