A luta comercial que se desenlaça em Espanha pelos clientes da rede fixa está ser ganha pela Telefónica, conseguindo não perder clientes para os novos operadores de telecomunicações. Segundo refere o ExpansiónDirecto, o antigo detentor do monopólio no sector de telecomunicações fixas tem mantido os seus clientes nos últimos seis meses apesar das novas regras de mercado em Espanha não colocarem entraves na mudança de operador.



Desde a abertura do mercado de telefonia fixa à concorrência, a 1 de Janeiro de 1999, os operadores privados foram conquistando progressivamente um maior número de clientes à Telefónica, mas desde Janeiro de 2001 que esta situação se inverteu. O número de clientes que utilizam um concorrente de telecomunicações concorrente da Telefónica fixou-se em Julho em 1,3 milhões, sensivelmente o mesmo valor registado no fim do ano passado.



A Comisión del Mercado de Telecomunicaciones (CMT), a entidade reguladora do mercado, congénere espanhola do Instituto de Comunicações de Portugal, revelou que em 30 de Julho deste ano existiam 1,25 milhões de clientes espanhóis que utilizavam o serviço de pré-seleção dos quase 14 milhões de clientes de telefonia fixa que possui em Espanha.



À imagem do que acontece em Portugal, existe em Espanha um serviço de pré-selecção que permite aos clientes da rede fixa optar que um novo operador canalize as suas chamadas sem que tenha que instalar equipamentos próprios, tornando-se um dos factores que facilitam a concorrência no mercado.



Segundo as operadoras telefónicas esta estagnação do mercado deve-se essencialmente a entreves técnicos que a Telefónica tem usado na questão da pré-selecção, e à pratica de fazer contrapropostas aos clientes que perdeu, chegando a recuperar 40 por cento dos clientes que optaram pela sistema de pré-selecção para outro operador de rede fixa.



Desde Novembro de 2000 que os espanhóis podem manter o seu número de telefone mesmo que mude de operador telefónico, mas segundo os dados de Julho, só 54.000 clientes da rede fixa efectuaram a mudança de operador mantendo o mesmo número. Na rede móvel, num universo de 25 milhões de clientes, os espanhóis que conseguiram a portabilidade do seu número, permitida pela liberalização do mercado de telecomunicações espanhol foram apenas de 130.000.



Em Portugal, o sistema de pré-selecção também não tem surtido os efeitos previstos, não tendo aumentando a concorrência do mercado a ponto de existir uma significativa mudança de clientes entre operadores. Segundo dados de Agosto, os novos operadores fixos portugueses encaminham apenas 7,4 por cento do tráfego telefónico.




Notícias Relacionadas:

2001-08-10 - Novos operadores fixos encaminham apenas 7,4 por cento do tráfego


2001-05-25 - Telefónica acelera lacete local e aumenta capital


2001-05-14 - Novos operadores espanhóis conquistam 15 por cento do serviço fixo

Dossier: Liberalização da rede local

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.