Quem mora em Alenquer, Cacém e Nazaré tem de se preocupar já este ano com a mudança do equipamento de TV para suportar a Televisão Digital Terrestre (TDT). A Anacom acaba de comunicar a decisão final para o apagão da televisão analógica, num calendário faseado que se estende a Abril de 2012.

A primeira zona onde será desligado o emissor analógico, obrigando à recepção do sinal de TDT, é Alenquer, já a 12 de Maio deste ano. Inicialmente este piloto estava previsto para Fevereiro mas foi adiado três meses, seguindo-se mais duas zonas piloto: Cacém e Nazaré.

Em comunicado a Anacom explica que estes testes piloto são feitos "em zonas confinadas, em que há maior capacidade de controlo de factores adversos", e que o procedimento permitirá "afinar os procedimentos de preparação da cessação das emissões analógicas terrestres em todo o território, minimizando os riscos associados a tal operação".

O regulador garante ainda que "nestas zonas piloto as instituições do poder local, bem como outras entidades locais relevantes, serão envolvidas no processo de preparação da operação que se pretende decorra nas melhores condições".

Tal como já tinha sido definido, fora destas três zonas, o sinal analógico será desligado faseadamente a partir de Janeiro de 2012, ano limite imposto pela União Europeia para a transição para a Televisão Digital Terrestre.

A primeira fase deste apagão está marcada para 12 de Janeiro na faixa litoral do território continental, a segunda para 22 de Março de 2012 nas Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira, ficando os restantes emissores e retransmissores do país a emitir o sinal analógico até 26 de Abril de 2012.

Os televisores mais antigos não vão suportar as novas emissões de Televisão Digital Terrestre, que substituem a televisão analógica a partir desta data, mas já estão a ser comercializados descodificadores que permitem o acesso, estando a ser estudadas formas de apoiar a compra destas set-top-boxes.

Os últimos dados partilhados pela Anacom indicavam que 1,5 milhões de casas em Portugal só recebem televisão em canal aberto e vão ter de se preparar para a mudança da tecnologia para a Televisão Digital Terrestre (TDT).

A Anacom está a desenvolver campanhas de sensibilização para a transição para a televisão digital e fez recentemente uma parceria com a DECO para a análise dos receptores para TDT, onde se concluía que estes equipamentos têm qualidade e registam descidas de preços.

O TeK tem vindo a publicar uma série de artigos sobre a Televisão Digital Terrestre, nomeadamente um conjunto de perguntas frequentes sobre a nova tecnologia que substitui as emissões analógicas em 2012, que tem vindo a ser actualizado com informação que vai ficando disponível.

Para perceber as mudanças e diferenças da TDT veja também uma Sugestão publicada pelo TeK com tudo o que precisa de saber sobre a TDT e uma Montra com as televisões prontas para receber o serviço no final de 2008. Com o ritmo a que as fabricantes lançam novos equipamentos esta informação já está naturalmente desactualizada mas pode servir de referência para saber que características deve procurar num equipamento novo.

Actualmente as emissões de TDT já estão disponíveis para cerca de 87% da população, sendo que o restante é assegurado através de satélite, indica a Anacom.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.