Durante o primeiro trimestre de 2002, a PT Comunicações foi responsável por aproximadamente 89,1 por cento do tráfego total originado em Portugal(em minutos), detendo 89,8 por cento do Tráfego Nacional e 70,3 por cento do tráfego internacional de saída face aos outros prestadores de Serviço Fixo de Telefone a operar em Portugal.

Segundo os últimos dados da Anacom - Autoridade Nacional de Comunicações, o tráfego nacional e internacional de saída cursado até ao final do 1º trimestre foi de 3.846 milhões de minutos, correspondendo a uma redução de cerca de 3,1 por cento quando comparado com o trimestre anterior.

No mesmo período, a componente nacional deste tráfego decresceu a uma taxa de 3,1 por cento. Quanto ao tráfego internacional de saída registou-se um acréscimo de 0,7 por cento. Em comparação com o trimestre homólogo, verificou-se uma redução de 4,7 por cento no tráfego telefónico total originado. Na componente nacional, o tráfego decresceu 5 por cento enquanto que no internacional de saída se verificou um acréscimo de 2,8 por cento.

Cerca de 91,8 por cento do tráfego total originado no 1º Trimestre de 2002 correspondeu (em termos de minutos de conversação) a comunicações realizadas através de acesso directo. A informação disponibilizada pela ANACOM indica que as comunicações de âmbito nacional (em minutos) são maioritariamente efectuadas através do acesso directo (92,4%). Relativamente ao tráfego internacional de saída, 73,9 por cento das comunicações efectuadas correspondem a acesso directo.

O número de acessos telefónicos principais, no final do 1º trimestre de 2002, era de 4.368 milhões verificando-se uma quebra de 0,7 por cento, comparando com o trimestre anterior. A taxa de penetração de mercado correspondente, era, no final do trimestre, de 42,2 acessos por 100 habitantes. Quanto ao parque de acessos telefónicos principais, neste período, 97,4 por cento era da PT Comunicações,sendo a quota de mercado dos outros Prestadores de 2,6 por cento.

No final do 1º trimestre de 2002, existiam 28 os Prestadores do Serviço Fixo de Telefone licenciados, dos quais quinze se encontravam em actividade. Considerando o universo dos Prestadores em actividade, 8 asseguraram tráfego de acesso directo e indirecto, 2 asseguraram exclusivamente tráfego de acesso directo e 5 só asseguraram tráfego de acesso indirecto.

Notícias Relacionadas:

2002-03-28 - Novos operadores continuam a crescer mais no encaminhamento do tráfego internacional

2002-01-10 - Novos operadores responsáveis por apenas 8,1 por cento do tráfego telefónico

2001-08-10 - Novos operadores fixos encaminham apenas 7,4 por cento do tráfego

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.