O problema que originou a falha nos servidores explica-se afinal com uma avaria num dos componentes dos servidores alojados nos centros de dados da PT Portugal em Lisboa. Numa situação do género o sistema emite um alerta ao fornecedor da tecnologia, e foi o que aconteceu neste caso.

Contudo, durante a reparação do componente avariado, um erro humano acabou por fazer falhar o sistema e deixar fora do ar vários sites suportados na infraestrutura da PT Portugal. Os sites da Cofina e vários sites do grupo Impresa, como o da SIC, estiveram entre os visados, mas também as plataformas online do jornal i e de empresas como a Ticketline ou a Gesfrota.



Em declarações ao Negócios, fonte da PT vem agora explicar que a avaria acabou por se refletir nos clientes da operadora devido a um erro humano do fornecedor dos equipamentos, que é neste caso a EMC.



O técnico enviado pela empresa substituiu o componente errado, retirando o que estava a funcionar e deixando no mesmo local o equipamento avariado. À mesma fonte, a PT garantiu que para prevenir situações do género deixou de permitir intervenções técnicas dos fornecedores sem acompanhamento direto de responsáveis da operadora.



A avaria que deixou sem serviço vários clientes da PT Portugal registou-se no sábado, 14 de fevereiro. No próprio dia ainda foi possível resolver o problema de alguns de clientes, mas muitos permaneceram fora do ar até segunda-feira. Esta terça-feira a empresa confirmou que na noite anterior conseguiu fazer regressar todos os serviços à normalidade e que não foram perdidos quaisquer dados.



O caso está resolvido mas pode não estar encerrado. Se no caso da Cofina, que detém o Jornal de Negócios e títulos como o Correio da Manhã ou o Record, a primeira nota do grupo dava conta da intenção de tomar "todas as medidas que se demonstrarem necessárias para que situações como esta não voltem a repetir no futuro". As declarações mais recentes indicam que a intenção do grupo passa sobretudo por "dialogar com a PT sobre a forma de ultrapassar esta questão".



Já no caso da Gesfrota, a empresa admite os planos para mudar de operador e assegura que vai pedir uma indemnização pelo tempo que ficou sem serviço e pelos danos que daí resultaram.



A PT não adiantou o número de empresas afetadas pelo apagão do último fim de semana, mas admite que foram algumas dezenas.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.