Os resultados do estudoda Anacom mostram que, no geral, os sistemas de comunicações móveis apresentam bons níveis de cobertura radioelétrica GSM e UMTS e bom desempenho do serviço de voz.

A entidade reguladora das comunicações em portugal ressalva, contudo, que os níveis de cobertura e o desempenho dos serviços registados são muito inferiores aos identificados no estudo realizado entre setembro e dezembro de 2014, nos principais aglomerados urbanos e eixos rodoviários de Portugal continental, “observando-se diferenças muito significativas de desempenho entre operadores, tecnologias e serviços analisados”.

Segundo o relatório, os serviços de dados e a cobertura radioelétrica LTE têm desempenhos diferenciados conforme o tipo de local analisado. Nos aglomerados urbanos, observam-se bons níveis de desempenho, em particular no caso dos operadores MEO e NOS, com níveis de 97,9% de boa cobertura. Os níveis baixam significativamente nos eixos rodoviários, embora ainda aceitáveis.

Nestes eixos rodoviários, os melhores níveis de boa cobertura radioelétrica foram registados pela NOS e pela Vodafone, com 74,3% e 74,1%, respetivamente. Agregando os níveis de cobertura boa e aceitável, os melhores desempenhos são registados pela MEO e NOS, com níveis de 86,4% e 85,0%, respetivamente, enquanto a Vodafone regista 83,7%.

Os resultados relativos aos concelhos de Odemira e Vila Flor mostram que persistem largas áreas geográficas com cobertura radioelétrica deficiente ou inexistente, condicionando o desempenho dos serviços de comunicações eletrónicas suportados nas redes dos operadores móveis.

Veja na galeria abaixo alguns dos dados que constam do estudo.

  

 

Nota da Redação: Foi adicionada mais informação.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.