Os problemas que desde o início da semana têm afetado os telefones BlackBerry foram causados por uma falha num switch central dentro da infraestrutura da RIM, admitiu a empresa canadiana, pondo de lado a hipótese de um ataque hacker, que chegou a ser colocada por alguns meios.

Ao que indicou a RIM, o incidente ficou a dever-se à saturação de um servidor e à falha do switch que teria de transferir os dados para um servidor adicional nesse momento.

Tecnicamente a situação ficou resolvida, mas os milhares de dados acumulados continuaram a gerar atrasos no acesso aos serviços fornecidos com os smartphones.

O início da situação remonta a segunda-feira, altura em que utilizadores da região EMEA começaram a queixar-se que não conseguiam aceder aos serviços de email e mensagens instantâneas do seu Blackberry. Cerca de de 20 horas depois das primeiras queixas, a fabricante assegurava ter resolvido a questão.

Contudo, ontem durante o dia, as queixas regressaram, com a empresa a ter que admitir que as falhas perduravam e afetavam, além da EMEA, alguns países da América do Sul.

"Temos conhecimento de que há utilizadores na Europa, Médio Oriente e África, India, Brasil, Chile e Argentina que têm tido dificuldades no acesso aos serviços de mensagens e Internet. Estamos a trabalhar no sentido de restabelecer a normalidade", assegurava a RIM ontem à tarde.

De acordo com os relatos, o incidente não afetou as chamadas de voz ou o serviço de SMS, refletindo-se especificamente na parte dos dados, arrastando consequentemente aquele que é o serviço mais popular dos telefones BlackBerry: as mensagens instantâneas.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.