A taxa de penetração dos serviços de televisão por cabo atingiu os 27 por cento no final do primeiro trimestre de 2004, com a Região autónoma da Madeira a apresentar a taxa mais elevada, com 61 por cento, e o Alentejo a mais baixa, uma tendência que se mantém de trimestres anteriores. Os números divulgados pela Anacom mostram ainda que até final de Março eram contabilizados 1.356 mil assinantes, 21 mil dos quais aderiram ao serviço nos primeiros três meses do ano.


Em termos de alojamentos cablados a Anacom indica que no final do primeiro trimestre estavam ligados a redes de televisão por cabo 3.526 mil alojamentos, verificando-se um crescimento anual de 3,7%. A nível trimestral esse crescimento foi bastante inferior, situando-se nos 1,1 por cento, o que equivale a 38 mil novas casas cabladas.




As proporções de alojamentos cablados por regiões mantêm-se em relação às registadas no último trimestre de 2004, com Lisboa no primeiro lugar de casas cabladas em relação ao total de lares, seguido pela Região Norte.



A Anacom discrimina ainda os assinantes do o serviço de distribuição de televisão utilizando a tecnologia DTH (Direct to Home), que no final do primeiro trimestre eram já 344 mil, num crescimento trimestral de 0,9% e anual de 14,7%, o que equivale a 3 mil e 44 mil novos assinantes, respectivamente. Neste caso, são as regiões Centro e Norte que acumulam maior número de assinantes.

Notícias Relacionadas:

2004-07-08 - Ritmo de adesão à banda larga baixa no 1ºtrimestre mas ADSL cresce 22,5%

2004-02-19 - Televisão por cabo acumulava 1,33 milhões de clientes no final de 2003

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.