Como já é hábito por esta altura, as mensagens escritas (SMS) e as mensagens multimédia (MMS) foram uma das formas preferidas pelos portugueses para enviar os seus votos de Boas Festas a amigos e familiares. Os números, novamente recorde, divulgados ontem à tarde pelas três operadoras móveis nacionais comprovam-no.




Entre os dias 20 e 25 de Dezembro, os clientes da TMN enviaram 50,9 milhões de SMS a partir daquela rede, mais 5,7 milhões do que no período de Natal do ano passado. Nos mesmos dias foram enviados 264 mil mensagens multimédia, valor que representa mais do dobro do que o registado em igual período de 2003.




Embora os clientes da operadora móvel do grupo PT tenham optado por começar a trocar as suas mensagens de Boas Festas logo a partir do dia 20, a grande concentração verificou-se nos dias 24 e 25 de Dezembro, altura em que enviaram 27,7 milhões de SMS, 4,5 por cento acima do verificado em 2003, e 140 mil MMS - mais 130 por cento do que a mesma altura do ano passado.




O pico de envio aconteceu entre as 18 e as 20 horas do dia 24, período em que o número de SMS processadas na rede TMN ultrapassou mesmo as 1.000 por segundo, o que ainda causou alguns problemas na entrega das mesmas.




Entre mensagens enviadas, recebidas e notificações, a TMN processou na sua rede um total de 108,4 milhões de mensagens escritas e 442 mil mensagens multimédia no período de 20 a 25 de Dezembro, acrescenta a operadora em comunicado.




O maior fluxo de mensagens na rede da Vodafone verificou-se entre as 18 e as 23 horas do dia 24 de Dezembro. Aquela operadora processou cerca de 64 milhões de mensagens escritas nos dias 24 e 25 de Dezembro, um aumento de cerca de 21 por cento em relação a idêntico período do ano anterior. Nos mesmos dias, enviaram-se a partir da rede Vodafone 420 mil MMS.




Antecipando um crescimento significativo do número de chamadas e de mensagens no período natalício, a Vodafone tinha reforçado a sua capacidade de processamento de chamadas, especialmente nos grandes centros urbanos, e a capacidade das suas plataformas de transmissão de mensagens escritas e mensagens multimédia. O processamento destes serviços decorreu por isso com toda a normalidade na rede Vodafone, salvaguarda a operadora em comunicado.




A Optimus, por sua vez, comunicou ter batido dois recordes de tráfego durante a altura do Natal, no dia 23 de Dezembro em termos de tráfego de voz, e no dia 24 de Dezembro, entre as 18 horas e as 20 horas, de tráfego de SMS e MMS.




Entre 23 e 25 de Dezembro, a Optimus registou 46 milhões de SMS processadas na rede, tendo atingido o recorde absoluto no dia 24 de Dezembro, com um aumento de 21 por cento em relação ao ano transacto. Quanto ao tráfego de MMS, a Optimus diz ter visto aumentado em mais de 400 por cento o número de MMS enviadas, com um total de mais de 100 mil mensagens multimédia processadas.




A operadora refere ainda o aumento de 150 por cento do serviço 3G de vídeo-chamada, quando comparado com os mesmos dias do mês anterior (23 a 25 de Novembro).




Também a Optimus salienta ter reforçado a capacidade da rede para dar resposta aos seus clientes nesta altura do ano e garante que o processamento de chamadas e mensagens decorreu sem problemas.




A contabilização do número de SMS e MMS aqui referidos globalmente não pode ser feita já que a Optimus e a Vodafone contabilizam mensagens processadas (que inclui enviadas e recebidas), enquanto a TMN prefere indicar os valores relativos às mensagens enviadas pelos seus clientes.




Notícias Relacionadas:


2004-12-23 - SMS preferido por mais de 90% dos internautas portugueses como meio regular de comunicação


2004-01-04 - Volume de mensagens nas redes móveis volta a crescer no fim do ano
2003-12-26 - Operadoras móveis processaram mais de 135 milhões de mensagens no Natal
2002-12-31 - Serviço SMS bate recordes nas últimas festas do ano

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.