Um pouco mais de um quatro dos utilizadores de banda larga contabilizados pela Anacom no final do primeiro trimestre (27,2 por cento) deste ano usa tecnologias móveis de acesso ao serviço. De acordo com estes números do regulador, dos 2,083 milhões de utilizadores contabilizados 573 mil já usavam banda larga móvel, contra os 1,51 milhões que usavam tecnologias de acesso fixas.



No período em análise os serviços de banda larga ganharam 50 mil novos clientes, passando a tecnologia a chegar a 20 em cada 100 habitantes, um número que representa um crescimento de 19 por cento face a igual período do ano passado e de 3,4 por cento, face aos últimos três meses de 2006.



Olhando apenas para as tecnologias fixas de acesso, a taxa de penetração da banda larga fixou-se nos 14,3 por cento, ficando sensivelmente ao mesmo nível do trimestre anterior, sendo que a maioria dos utilizadores optaram pelo ADSL (63 por cento). Isto embora o cabo tenha, nestes primeiros três meses do ano, registado um crescimento mais acentuado que o ADSL (3,7 por cento contra 3,1 por cento), o que não acontecia desde que esta tecnologia passou a liderar em termos do número global de acessos.



No que respeita às tecnologias móveis de acesso foi apurada uma penetração de 5,4 por cento. Os valores de crescimento não são apresentados pela Anacom, que recolhe dados de forma normalizada pela primeira vez este trimestre, neste segmento.



A quota do grupo Portugal Telecom no mercado da banda larga voltou a recuar no trimestre, embora de forma muito ligeira (0,6 por cento) para os 71 por cento. O regulador acrescenta ainda que metade dos novos clientes angariados no período (49 por cento) optou pelos serviços de operadores alternativos.


Notícias Relacionadas:

2006-12-13 - Banda larga móvel com 174 mil assinantes no final do primeiro semestre

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.