No mundo ocidental, é normal que uma boa ligação de Wi-Fi seja mais rápida do que a velocidade média do seu pacote de dados móveis, mas de acordo com a OpenSignal, não é bem isso que acontece em 33 países que foram avaliados.

O estudo da analista mostra que a diferença chega mesmo a ser abismal em alguns dos casos revistos. Apesar de o Wi-Fi ser claramente superior em países como Hong Kong, Singapura, Coreia do Sul e Estados Unidos, a internet móvel LTE acaba por registar diferenças face à rede wireless que chegam aos 25Mbps em territórios como o Líbano.

Austrália, Qatar, Omã e Grécia são os outros países que compõem o top 5 de Estados onde a diferença entre velocidades mais se acentua.

tek internet

A OpenSignal sugere que as fabricantes e os utilizadores devem repensar a forma como vêm e utilizam a internet, uma vez que a lógica vigente nos leva a pensar automaticamente que o Wi-Fi é mais consistente que os dados móveis quando, na realidade, isso nem sempre se verifica. Na era do LTE, as diferenças não só podem valorizar as redes móveis, como colocá-las vários patamares acima das redes Wi-Fi, suportadas nas redes fixas e limitadas pelo tipo de protocolo usado nos equipamentos.

Em alguns dos países listados, onde as redes de internet não são tão consistentes, dá-se também o caso de a largura de banda não ser suficiente para a procura. Note que a entrada do 5G pode ainda alargar esta diferença, o que poderá levar a um ajustar das expectativas que os utilizadores têm face à internet que utilizam nos seus equipamentos.

Pode consultar o estudo através deste link.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.