Numa declaração a empresa nega a existência de quaisquer negociações realizadas com o intuito de adquirir parte do operador britânico. Nega ainda que exista alguma novidade relativamente ao processo de dissolução da parceria que mantém com a Vodafone na Verizon Wireless, embora continue a assumir-se como interessada no controlo total da operação.



O desmentido foi feito depois de um rumor no blog do Financial Times apontar a existência de negociações entre a Verizon e a AT&T para o alinhamento de uma proposta conjunta de compra da Vodafone.



Segundo esta informação, com o negócio a Verizon ganharia os 45% detidos pela Vodafone na joint-venture que ambas mantêm, enquanto a AT&T asseguraria escala fora dos Estados Unidos, um objetivo que a empresa já reconheceu ter. Com esta declaração a Verizon desmente a existência de negociações e diz que nada se alterou.



Desde o início do ano as ações da Vodafone terão subido mais de 25% animadas pelos rumores que vêm indicando com insistência a possibilidade da Vodafone sair dos Estados Unidos, vendendo a participação na empresa que aí detém ou, como surgiu mais recentemente, vender-se a si própria.



O desmentido da Verizon provocou o efeito contrário na performance da empresa em bolsa e levou as ações da empresa a caírem 3%, de acordo com dados da Reuters.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.