Estão a ser desenvolvidas duas novas tentativas de colocar no mercado uma nova geração de telefones híbridos que combina as melhores funcionalidades da telefonia sem fios e das telecomunicações residenciais baseadas em aparelhos com fios. Enquanto a Ericsson anunciou uma tecnologia chamada Mobile(at)Home que permite que os consumidores utilizem os seus telemóveis para fazer chamadas a partir de casa via Internet, a Verizon Communications deverá lançar um novo telefone doméstico celular sem fios.


O novo telefone doméstico celular e sem fios que deverá ser anunciado ainda esta semana pela operadora norte-americana Verizon funcionará através das linhas telefónicas normais a partir de casa e por via de redes móveis quando no exterior, de acordo com uma notícia da agência Reuters. A Verizon planeia começar a oferecer no próximo ano o seu dispositivo telefónico a moradores em apartamentos, que, segundo os responsáveis da operadora, gastam mais dinheiro em serviços telefónicos. O telefone e a estação-base associada foram fabricados pela Axesstel e deverão ser comercializados a um preço de cerca de 200 dólares.



Por seu lado, a Ericsson, fabricante sueca de equipamentos de telecomunicações sem fios, desenvolveu uma tecnologia denominada Mobile(at)Home que permite que os consumidores utilizem os seus telemóveis para realizar chamadas a partir de casa através da rede Internet.


A Ericsson encontra-se neste momento em conversações com operadores de telecomunicações móveis sobre a comercialização deste dispositivo híbrido que irá custar cerca de 100 dólares e permitirá que os utilizadores façam roaming entre redes celulares e de Internet de banda larga empregando um telefone Sony Ericsson equipado com tecnologia wireless de curto alcance.



De acordo com a agência Reuters, também a operadora norte-americana de telemóveis Sprint PCS Group está a planear disponibilizar aos seus clientes no próximo ano uma tecnologia que irá permitir que todas as chamadas efectuadas - mesmo aquelas realizadas a partir de telefones comuns - passem através da rede celular e que a sua despesa seja contabilizada numa única conta de telemóvel.



Mas, apesar destes aparelhos melhorarem a qualidade das ligações telefónicas dentro de portas e oferecem uma utilização mais eficiente da capacidade de rede existente, alguns observadores da indústria duvidam que estes produtos venham a ser adoptados massivamente pelos utilizadores comuns.



Na verdade, a ideia de uma pessoa, um telefone e um número não é propriamente nova. O objectivo da indústria de telecomunicações, de acordo com alguns analistas, consiste em eventualmente fazer com que cada pessoa transporte um telefone que efectue chamadas empregando as melhores redes que lhe estão disponíveis num determinado local, independentemente de a ligação ser wireless, com fios ou realizada através da Internet.



Porém, tentativas anteriores de impulsionar o mercado dos telefones híbridos resultaram em fracassos. Um dos exemplos mais citados é a tentativa de implementação há cinco anos atrás pela AT&T de um serviço chamado Project Angel, que prometia trazer os telemóveis e Internet de alta velocidade aos lares através de uma ligação wireless fixa.



Notícias Relacionadas:

2003-05-09 - T-Mobile junta contas de serviços Wi-Fi com chamadas de voz

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.