De acordo com a empresa, o perigo está relacionado com os routers Super Hub 2 que servem de base ao serviço, usados por estes clientes, que estarão em risco de segurança.

Tal poderá facilitar o acesso indevido a vários equipamentos dos clientes, integrados no conceito de “casa inteligente”, o que, para além dos riscos mais comuns, permitiria, por exemplo, o acesso a câmaras de vigilância, alterando a sua orientação e dando dessa forma acesso à atividade no interior das habitações, por exemplo.

O risco foi detetado pela equipa de análise da SureCloud. Sobre este risco a Virgin Media explicou que “a segurança da rede e dos clientes é da maior importância para nós. Iremos continuar a atualizar os nossos sistemas e equipamentos de forma a corresponder aos standards atuais da indústria”.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.