A dificuldade de configuração tem sido até agora um dos grandes entraves ao desenvolvimento da utilização de serviços de dados nas redes móveis, admitiu hoje António Coimbra, Vice-presidente de marketing e produtos da Vodafone Telecel durante a apresentação de um novo produto, o Vodafone Mobile Connect Card. Suportado pela tecnologia de comunicação móvel GPRS, este produto pretende oferecer aos clientes da Vodafone simplicidade e facilidade para a utilização de serviços de email, acesso à Internet, SMS e ligação a redes empresariais.



http://imgs.sapo.pt/gfx/189206.gif


O Vodafone Mobile Connect Card inclui uma placa de tipo PCMCIA, software de configuração e ligação às funcionalidade e ainda um cartão SIM Vodafone. este pode ser um segundo cartão da conta telefónica do cliente da Vodafone ou uma segunda conta, sendo que neste caso tem de pagar duas mensalidades mas ganha em mobilidade ao poder realizar chamadas de voz e dados em simultâneo.



Diferente de outros produtos de acesso móvel a dados que podem ser conjugados com PDAs e até com smartphones, a Vodafone posiciona o Mobile Connect Card claramente para a utilização com computadores portáteis. Porém, a empresa não tenciona disponibilizar uma oferta completa, tudo incluído num só pacote, estando a estudar situações de parceria com a Toshiba, HP e Dell para que estes fabricantes possam pré-configurar os computadores e até incluir um selo tipo "connected by Vodafone".



A velocidade garantida por este serviço é de 48 kbps em download e 24 kbps em upload, sendo a cobertura do serviço GPRS extensível a toda a rede da Vodafone Telecel e ainda aos países para os quais existem acordos de roaming.



Em termos de preços a Vodafone está a vender a solução Vodafone Mobile Connect Card a um valor de 239,50 euros, sendo depois conjugada com três opções de tarifários para o GPRS. Assim, o cliente pode optar por um serviço GPRS sem assinatura mensal, pagando 6 euros por Mbyte de tráfego, um serviço com mensalidade de 5 euros e um valor de 2 euros por Mbyte de download ou ainda o novo pacote Pack 10MBytes onde por uma mensalidade de 20 euros tem direito a 10 Mbytes de tráfego, pagando por cada Mbyte adicional 1,8 euros.



Embora as expectativas de angariação de novos clientes para este serviço não sejam muito elevadas, dada a sua especificidade e a taxa de penetração dos computadores portáteis no mercado, António Coimbra admitiu na conferência de imprensa que os clientes de outros produtos de mobilidade profissional da Vodafone poderão transitar para esta solução que é mais simples e fácil de utilizar. Ainda assim, os números de clientes não devem ultrapassar os 4 mil até ao final do ano.

Notícias Relacionadas:

2003-01-14 - Optimus continua a apostar em segmento empresarial com novo produto PDA

2002-11-06 - Vodafone concretiza promessas do 3G com Vodafone live!

2002-02-08 - TMN disponibiliza acesso móvel a servidores de messaging empresariais

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.