Com as emissões de TDT a avançarem já a partir de 29 de Abril em 8, 10 ou 12 localizações geográficas, e a possibilidade de antecipação do switch off (momento em que são desligadas as emissões de TV analógica para se receber apenas sinal digital), há que começar a pensar nos aparelhos descodificadores para ligar às televisões que ainda não têm receptor de TDT, que correspondem à grande maioria dos equipamentos no mercado.

O TeK questionou Zeinal Bava, presidente executivo da PT, quanto às opções da empresa na área das boxes, que deverão custar 50 euros, no caso dos modelos mais simples, podendo esse valor triplicar para os modelos com gravação de programas.

TeK - A Portugal Telecom tem algum acordo com algum fabricante para as boxes? Vai vender directamente as caixas?
Zeinal Bava -
Nós vamos trabalhar com todos os fabricantes de boxes. Este é um movimento europeu, o standard que estamos a utilizar é europeu e por isso é que o preço vai cair rapidamente com o efeito da massificação. Qualquer fabricante que queira e possa colocar as caixas no mercado vai poder fazê-lo, colocando as caixas nas lojas de retalho. O que queremos garantir é que as pessoas, quando forem comprar as caixas, saibam que estão a comprar o equipamento certo, que segue as normas definidas e que estão preparadas para a TDT. Não tem de ser um carimbo...

Acho que todos nós na indústria ganhamos se colaborarmos porque vamos eliminando algumas barreiras, não criamos confusão nos consumidores. Este têm de saber que quando vão comprar a caixa o único critério que têm de ter é quanto dinheiro estão dispostos a pagar pela caixa. Não têm de se preocupar se é da marca X ou Y.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.