A Hewlett-Packard anunciou que a presidente do conselho de administração da empresa, Patricia Dunn, abandonará o cargo a 18 de Janeiro de 2007, depois da empresa ter sido contactada pelas autoridades judiciais e federais norte-americanas para esclarecimentos acerca dos métodos de investigação utilizados pela HP para descobrir as fontes que divulgavam informação confidencial da empresa.


A HP reconheceu que no ano passado recorreu a detectives privados, que utilizavam identidades falsas para aceder aos registos das conversas telefónicas entre membros da administração e jornalistas, por forma a determinar quem informava a imprensa sobre decisões e actividades da empresa.


O caso originou uma reunião do conselho de administração da empresa, surgindo os rumores que Patricia Dunn era a responsável pela ordem de investigação privada.


A HP informa agora em comunicado que o cargo máximo executivo será ocupado por Mark Hurd enquanto que Patricia Dunn continuará a colaborar com a empresa como directora.

Notícias Relacionadas:

2006-08-10 - Mercado português de computadores volta a crescer sustentado por portáteis

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.