Opinião: Google e Mastercard – O problema da galinha e do ovo resolvido por grandes elefantes

Por: Magnus Rehle (*)

O anúncio do Google e da Mastercard em relação ao serviço de mobile money é o detonador que temos estado à espera. O mundo ocidental tem sido mais do que lento na adopção de infra-estruturas de mobile money. Infra-estruturas que abrem o caminho para que os consumidores consigam facilmente pagar as necessidades do dia-a-dia utilizando smartphones, por exemplo, adquirir bilhetes de autocarro, jornais, fazer compras numa mercearia, bilhetes para museus, etc... Mas o anúncio, a dança de alguns grandes elefantes, é definitivamente um importante avanço para pagamentos móveis.

[caption]Nome da imagem[/caption]Esperamos que isto possa resolver o problema da galinha e do ovo em que os fabricantes de telemóveis têm estado à espera que a procura venha e o mercado tem estado à espera dos equipamentos para criar a procura.

Mas, por favor, note-se que esta não é uma tarefa isenta de riscos. Ainda existe o desafio de educar os utilizadores e revendedores e convencê-los de que o pagamento com o telemóvel é isento de riscos. O serviço precisa de ser tão fácil como o pagamento com seu cartão de débito ou crédito, ou mais fácil ainda. O atendimento ao Cliente e Marketing serão importantes e será aqui que o operador móvel pode assumir um papel importante.

Os operadores móveis estão bem preparados para responder a perguntas sobre características e problemas de smartphones, incluindo a sua capacidade para atender questões de fraude.

Outro desafio é o suporte para NFC no IOS e a ausência da Apple. 85% dos telemóveis vendidos em alguns países ocidentais são smartphones e uma grande parte desses são iPhones. Apesar da Apple estar de fora da corrida NFC, o desenvolvimento da tecnologia não vai parar, pelo que esperamos que este passo da Google coloque pressão sobre a Apple para entrar em cena.

Ainda assim, o anúncio da Google com a Mastercard representa outro passo em frente na corrida dos mobile payments, algo que só vai acelerar nos próximos meses. Os operadores estão a preparar-se, e com o poder da Google na área dos telemóveis, com o seu sistema operativo e motor de pesquisa, é só uma questão de tempo até que as pessoas comecem a pagar o seu café da manhã com o telemóvel.

Mas o tempo que os retalhistas demorarem a tomar a decisão de implementar a tecnologia e a falta de telemóveis com suporte para NFC poderá influenciar o arranque dos mobile payments na Europa este ano. Será que 2011 será o ano de m-payments? Isso pode realmente ser o começo de "dinheiro digital", no entanto, mesmo com a força da Google isto continua por provar.

(*) Managing Director Greenwich Consulting, Nordic

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.