TeK: Numa altura de mudança no mercado das Tecnologias da Informação e de reorientação das empresas para abarcarem o segmento das PMEs e dos serviços, qual a sua perspectiva para a evolução do mercado português nesta área?

José Joaquim Oliveira, Country General Manager, IBM Portugal
http://imgs.sapo.pt/gfx/226158.gif
Para a IBM, as PMEs são um dos Sectores de maior enfoque e os Serviços constituem a nossa maior linha de negócio. Ambos, PMEs e Serviços, têm assumido papel central na nossa estratégia de mercado, o que irá acentuar-se no futuro em linha, de resto, com a tendência que se verifica actualmente, tanto a nível global como em Portugal.

O Sector (designemo-lo assim para facilidade de referência) das PMEs foi o sector de maior crescimento em 2003 em termos de receita da IBM Portuguesa, enquanto que os Serviços deverão representar cerca de metade dessa receita. São áreas de sucesso e de crescimento, o que reflecte o acerto das opções que tomámos.

No caso de Portugal a dimensão, diversidade e nível de desenvolvimento das nossas PMEs justificam e reforçam a aposta. A modernização e aumento de capacidade competitiva destas empresas é crítico não apenas para as empresas e sectores de indústria onde operam (temos PMEs em quase todas as indústrias), mas também para o País.

Os desafios da produtividade e da competitividade são reais e todos, começando obviamente pelas PMEs, temos disso uma noção muito clara, o que é importante. A IBM pode ajudar as empresas a vencer estes desafios. É esse o nosso objectivo enquanto empresa líder de TI, prestadora de Serviços e fornecedora de tecnologia avançada.

As PMEs requerem soluções eficazes, simples e de custo reduzido. A nossa resposta passa pela aplicação da nossa estratégia "On Demand" juntamente com os nossos parceiros - desde os produtores de aplicações (ISVs) e integradores (SI) até aos revendedores de valor acrescentado - e, em conjunto trabalharmos com os clientes na busca e implementação das soluções que melhor os preparem para esses desafios. A evolução do mercado nesta área, quer em Portugal, quer nas outras geografias, baseia-se no desenvolvimento de relacionamento com estes parceiros, na utilização da tecnologia que produzimos e dos serviços que disponibilizamos, numa abordagem cada vez mais conjunta ao mercado.

Como complemento dispomos, ainda, da nossa unidade de Tele-cobertura e de venda directa através da Internet
(ibm.com) ou por telefone (Tele-venda).

Os Serviços irão continuar a ser o principal motor de crescimento na industria de TI, mais uma vez tanto em Portugal como no mercado global. Merecem particular destaque a consultoria de negócio, a integração de sistemas e os Serviços de Outsourcing. Os serviços de outsourcing assumem agora uma forma mais abrangente do que no passado, dado que incluem o mais tradicional e mais procurado outsourcing das infra-estruturas de IT, mas que passa também pela "externalização" da manutenção das aplicações e sobretudo pelo que designamos por "Business Transformation Outsourcing".

Este último consiste, em duas palavras, na transformação de processos de negócio das empresas para melhor responderem aos desafios do mercado e na sua "externalização" por razões de eficácia e de custo. Mesmo, ou sobretudo, para as PMEs, este tipo de serviços é uma alternativa extremamente competitiva que o futuro deverá confirmar.

Voltar ao texto principal
Perspectivas 2004 – Mais optimismo para o Ano Novo

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.