O serviço de mapas de interiores, o Google Indoor Maps, já está disponível em Portugal. A ferramenta da gigante norte-americana tem no seu primeiro dia 49 locais disponíveis para consulta, um dos quais é todo o complexo de ensino do Instituto Superior Técnico.



Mas o IST foi mais longe e em vez de simplesmente disponibilizar as plantas dos edifícios, decidiu integrar as mesmas na aplicação FenixEdu. Desta forma os alunos e professores podem associar a localização de cada sala de aula ao horário escolar – o que permite uma melhor orientação e organização.



O engenheiro informático Artur Ventura, que trabalha na gestão e desenvolvimento da plataforma FenixEdu, explica de que forma o projeto pode ter algum impacto na vida académica da instituição.

[caption]Artur Ventura[/caption]

TeK - Foi difícil o processo de mapeamento do IST? De quanto tempo precisaram e de que forma conseguiram criar as plantas de toda a área?


Artur Ventura
- O processo foi um pouco complicado. Apesar de termos todas as plantas do IST levantadas digitalmente, muitas delas tinham problemas que necessitavam de correções. Muitos dos nossos originais em papel remontam aos tempos do Eng. Duarte Pacheco. Foi daí que pedimos ajuda a uma professora do departamento de Arquitetura que juntou um grupo de alunos que nos ajudaram a fazerem pequenas correções às nossas plantas já digitalizadas. Todo o processo levou cerca de uma semana, com uma equipa a importar as plantas para o Google, e outra equipa a fazer correções.



TeK - De que forma é que, por exemplo, os alunos do IST podem aproveitar as plantas portuguesas disponibilizadas para projetos de investigação?


Artur Ventura
- Esta informação é util em vários domínios. Por exemplo, alunos e investigadores podem usar esta informação para fazer robots que se conseguem dirigir especificamente a uma sala concreta, ou consegue ir de sala para sala. Outro exemplo, os professores do IST podem usar esta informação para criar projetos para as cadeiras e fazem uso desta API para criar trabalhos mais aliciantes.



TeK - Além da integração com a aplicação FenixEdu, que planos é que o IST tem para as plantas colocadas no serviço Google Indoor Maps?


Artur Ventura
- O IST tem uma aplicação móvel para os alunos e professores poderem aceder aos horários, menu da cantina, e informação das cadeiras. Com o lançamento do Google Indoor Maps no Técnico, integramos esta tecnologia com a nossa aplicação móvel para que os alunos consigam ver no seu calendário exatamente a localização da sala da próxima aula ou exame.

Rui da Rocha Ferreira


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.