Entrou hoje em vigor, dia 25 de maio, o novo Regulamento Geral de Proteção de Dados e os utilizadores dos diversos serviços e aplicações foram inundados com notificações para lerem e aceitarem as atuais condições do "contrato". A legislação europeia definiu regras e procedimentos do ponto de vista tecnológico que se tornam automaticamente efetivas a partir desta sexta-feira, e quem não as aplicar vai ficar sujeito ao pagamento de coimas.

Basta observar as redes sociais para perceber o estado de espírito dos portugueses, fartos de receberem mensagens para reverem as suas condições de serviço. Há relatos de pessoas que se sentiram enganadas por não conseguirem acederem ao serviço sem aceitarem todos os pontos, outros que simplesmente estão irritados com o constante "spam" sobre o assunto nas suas caixas do correio.

Para tentar perceber o “estado de espírito” dos portugueses sobre o RGPD, o SAPO TEK criou uma votação com uma pergunta simples: “Costuma ler as novas condições antes de as aceitar?”. Os utilizadores parecem resignados às condições impostas e não parecem muito interessados em ler as novas regras dos serviços que utilizam.

De acordo com o resultado, 31% dos participantes aceitam as condições gerais dos serviços e aplicações que utilizam sem as lerem. Mas a grande maioria, 45% das pessoas que responderam ao inquérito, “tanto lhes faz”, porque as empresas fazem o que querem com os seus dados. No total, 76% dos portugueses aceitam ou não querem saber o que as empresas fazem com os seus dados.

votação RGPD

Ainda assim, 11% dos inqueridos fazem questão de ler todas as regras até ao fim, enquanto 13% leem apenas os primeiros parágrafos antes de aceitarem as novas condições gerais de privacidade.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.