Os preços praticados na maioria dos postos de abastecimento de combustível de todo o país podem ser consultados na Internet desde o início do ano. A medida foi imposta por decreto-lei e obriga os proprietários dos postos de abastecimento de combustíveis em Portugal Continental a divulgarem online os preços que praticam nos seus estabelecimentos.

Mas a obrigatoriedade não se aplica a todos. As bombas de combustível com vendas anuais inferiores a 500 metros cúbicos estão isentas de prestar informação, embora o possam fazer de forma voluntária.

O TeK quis saber junto dos seus leitores se consideravam a medida governamental útil ou não, com a maioria a encarar positivamente a iniciativa.

No total, responderam ao inquérito 1.087 leitores, 67 por cento dos quais considera a útil a divulgação dos preços dos combustíveis online.

[caption]Votação TeK[/caption]
Imagem captada às 16:30h de 02/03/2009

Para 24 por cento, a medida só terá utilidade se todas as gasolineiras publicarem os valores praticados nos seus estabelecimentos.

Apenas nove por cento dos leitores não considera útil a divulgação de preços por parte das gasolineiras que operam em Portugal Continental.

Nota da Redacção: A análise das Votações do TeK não tem como objectivo fazer uma avaliação estatística rigorosa e extrapolável para a realidade nacional de cada tema, representando apenas a opinião dos leitores que voluntariamente responderam ao inquérito.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.